11.4.10

Desencanto

"Leve então
O resto desta ilusão
E todos os cuidados meus
Brinquedos dos caprichos

É pena porque foi tão lindo amar
Sentir você sonhar tão junto a mim,
Ouvir tanta promessa,
Fazer tanta esperança,
Pra hoje ver lembrança, tudo enfim

Nâo passou
De um triste desencanto, amor,
E desde então eu canto a dor
Que eu não soube chorar."

Chico Buarque.





Leveza e Firmeza podem ser servidos na mesma taça.
E na bandeja bordejada de prata, traga-me Equilíbrio e Paixão.
Sobremesa, cairia bem Amor e T.

Um comentário:

Laura disse...

tá ai uma música que canta perfeitamente a minha tristeza!